Logo
  • Educação

    Unidade do Iema em Bacabeira recebe kits de robótica

    Foto Reprodução

    As unidades do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) de Bacabeira, Pindaré-Mirim e Santa Inês serão beneficiadas pela parceria firmada entre a Vale e o Governo do Estado na área do ensino técnico. As escolas – instaladas em cidades vizinhas à Estrada de Ferro Carajás – receberão kits de robótica para que alunos, professores e comunidades desenvolvam ideias, da concepção à prototipagem, utilizando equipamentos e suporte adequados.
    O investimento total feito pela Vale foi de 262 mil reais. Os kits foram entregues às escolas em cerimônia realizada na primeira semana de agosto, em São Luís, na presença do Governador do Estado, Flávio Dino.
    Nos próximos anos, a Vale também irá estruturar 12 novos laboratórios técnicos nas unidades do Iema, beneficiando diferentes cursos. A iniciativa faz parte de um conjunto de projetos na área de educação, anunciados em julho e que serão realizados pela Vale, Fundação Vale e Governo do Estado do Maranhão.
    Quem comemora são os estudantes, que contam agora com ferramentas para pensar e criar, utilizando tecnologia de ponta. “É muito bom, antes não tínhamos acesso com facilidade a todos esses componentes, agora é muito mais fácil. E o melhor é que, com o laboratório, o material que não tiver disponível aqui, a gente mesmo pode fazer”, declarou Daniel Mendes, aluno de robótica, do 2º ano, do Iema, Itaqui-Bacanga, em São Luís. A unidade também recebeu equipamentos como impressoras 3D, insumos e computadores.
    Mercado de trabalho – “A Vale tem muito orgulho de participar desse tipo de projeto porque ajuda os jovens a se prepararem para o mercado de trabalho do futuro. A parceria da Vale com o Iema vem avançando em etapas e estamos concluindo mais uma delas com a entrega dos kits”, afirmou Antônio Padovezi, diretor do Corredor Norte da Vale.

    Estudantes do Maranhão conquistam medalhas em mundial de robôs na Coréia do Sul

    Luiz Felipe, Maurício da Cunha, Diego Leandro e Rafael da Costa ganharam medalhas em três modalidades da FIRA RoboWorldCup 2019 — Foto: Divulgação/IEMA

    Uma equipe de estudantes maranhenses conquistou três medalhas em uma competição mundial de robôs realizada na Coréia do Sul. Luiz Felipe, Maurício da Cunha, Diego Leandro e Rafael da Costa são alunos do curso técnico em informática do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), unidade do Centro (São Luís), e competiram com outras 169 equipes de 22 países.
    A equipe maranhense foi a única da América do Sul a conquistar medalhas na FIRA RoboWorldCup 2019, que é reconhecido com um grande festival mundial de robôs.
    A competição aconteceu entre os dias 11 e 15 de agosto, na cidade de Changwon. Dentre os desafios estavam o uso de veículos voadores autônomos em cenários urbanos e de desastres; e até desenvolvimento de atletas-robôs.
    De acordo com o coordenador de Robótica Educacional do IEMA, Fábio Aurélio, o instituto competiu em três modalidades, sendo medalhista de bronze na ‘DRC explorer’, no qual os competidores precisam construir robôs para passar por obstáculos, encontrar objetos e trazê-los para área demarcada.

    Arena de competição da FIRA RoboWorldCup 2019, na Coréia do Sul — Foto: Divulgação/IEMA

    Uma medalha de prata veio na ‘Missão Impossível’, que é a construção de um robô para transportar objetos cumprindo determinado circuito. A equipe também ganhou medalha de bronze modalidade sumô, no qual o robô precisa empurrar o robô oponente para fora da arena.

    “Os meninos estão muito felizes, é uma felicidade muito grande, de fato. Essa é a maior competição de robótica do mundo. Essas colocações são fruto de muito trabalho. Nós passamos dois meses treinando no auditório da reitoria do Iema e, graças a Deus, estamos conseguindo levar essa premiação para o Brasil”, declarou Fábio Aurélio.

    O estudante Luiz Felipe falou da felicidade do IEMA ter se superado na FIRA 2019 e Maurício da Cunha destacou a experiência de conhecer outras culturas e fazer amizades.

    “Nossa participação aqui foi ótima, porque nós viemos competir em três modalidades e nas três nós subimos ao pódio. Foi sensacional”, disse Luiz.

    “Está sendo uma coisa nova pra mim participar de algo dessa magnitude e foi muito legal porque nos deparamos com coisas novas, pessoas novas, isso foi bastante interessante tanto para o nosso aprendizado quanto para nossa vida”, afirmou Maurício.

    Maranhão sede da FIRA RoboWorldCup

    A equipe maranhense está em viagem e deve chegar ao Maranhão nesta segunda-feira (19). Em 2018, o Iema já havia se classificado com o 3º lugar na competição e agora as atenções também estão voltadas para 2021, quando o Maranhão sediará pela primeira vez a Copa do Mundo de Robótica.

    IFMA oferece mais de seis mil vagas

    O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) divulgou o Edital do processo seletivo para ingresso nos cursos técnicos de nível médio em 2020. Serão ofertados 41 cursos em um total de 6450 vagas distribuídas em 27 municípios do Estado. As inscrições vão de 06 de setembro a 06 de outubro. O período para solicitar a isenção do valor da inscrição vai de 20 de agosto a 04 de setembro.
    As vagas serão destinadas para os campi de Açailândia, Alcântara, Araioses, Bacabal, Barra do Corda, Barreirinhas, Buriticupu, Carolina, Caxias, Codó, Coelho Neto, Grajaú, Imperatriz, Itapecuru Mirim, Pedreiras, Pinheiro, Porto Franco, Presidente Dutra, Rosário, Santa Inês, São João dos Patos, São José de Ribamar, São Luís-Centro Histórico, São Luís-Maracanã, São Luís-Monte Castelo, São Raimundo das Mangabeiras, Timon, Viana e Zé Doca.
    O Instituto oferece três formas de cursos técnicos: integrada, concomitante e subsequente. Na forma integrada, o aluno cursa o Ensino Médio junto com uma formação profissional no IFMA. Na forma concomitante, o estudante faz o curso técnico no IFMA e o Ensino Médio em outra instituição de ensino. Já a forma subsequente é para aqueles que já concluíram ou estão concluindo, em 2019, o Ensino Médio e pretendem obter uma formação profissional.
    A prova terá 40 questões de múltipla escolha, sendo 20 de Língua Portuguesa e 20 de Matemática e será realizada no 01 de dezembro de 2019. O conteúdo programático está disponível no edital.
    Isenção da taxa de inscrição – O valor da inscrição do seletivo é de R$ 30,00 (trinta reais). Caso o candidato pretenda concorrer às vagas com isenção de pagamento da taxa, deverá preencher o formulário eletrônico, disponível no portal do IFMA, no período de 20 de agosto a 04 de setembro. A isenção também pode ser solicitada de forma presencial nos campi, cujos endereços encontram-se no Anexo I do edital.
    Poderá requerer a isenção o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal – CadÚnico (Bolsa Família, PETI, entre outros) e for membro de família de baixa renda.
    As vagas à Isenção do Pagamento da Taxa de Inscrição correspondem a 400% do total de vagas por Forma de Educação Profissional Técnica de Nível Médio oferecidas em cada Campus e Campus Avançado no Processo Seletivo 2020.
    Sistema de cotas – Em cada curso, 50% das vagas serão destinadas aos candidatos egressos de escola pública. Dessas vagas, metade serão reservadas aos candidatos com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita (R$ 1.497,00); e a outra metade será reservada aos candidatos com renda familiar bruta superior a um salário mínimo e meio per capita (R$ 1.497,00).
    Das vagas de cada grupo, 77% delas serão reservadas para os que se declararem pretos, pardos e indígenas. Conforme o sistema de cotas, a porcentagem a ser aplicada para pretos, pardos e indígenas deve seguir os dados do censo do IBGE. Realizado em 2010, o último censo informa que esse índice populacional no Maranhão é de 77%. A autodeclaração dos candidatos pretos e pardos será confirmada mediante procedimento de heteroidentificação, que é a confirmação, por meio de uma banca, de que a autodeclaração do candidato é verdadeira, para evitar fraudes.
    O Instituto reserva também, em cada curso, 2,5% das vagas para os candidatos com deficiência.

    Mestrado da UFMA tem inscrições abertas até 2 de agosto

    Estão abertas até o dia 2 de agosto, a inscrição para o curso de Mestrado Interdisciplinar em Cultura e Sociedade. Neste ano, serão disponibilizadas 30 vagas, sendo oito para candidatos autodeclarados negros, que optarem pela reserva de vaga, uma para pessoa com deficiência e vinte uma vagas para candidatos de ampla concorrência.
    O Mestrado Interdisciplinar é destinado a graduados em Ciências Humanas ou Sociais, ou ainda com Formação Superior em áreas afins aos objetivos ou às linhas de pesquisa, ou ao conteúdo programático estabelecido pelo Programa.
    A taxa de inscrição é de R$ 200, e o boleto está disponível no Anexo D do edital ou na Secretaria do Programa. A prova ocorrerá no dia 1º de outubro. As linhas de pesquisa do curso são: Expressões e processos socioculturais e Cultura, Educação e Tecnologia.
    Para saber mais, acesso o edital de abertura do seletivo e a nota de retificação em relação à bibliografia sugerida para a seleção.

    Canditados na lista de espera do Prouni devem comprovar informações

    A partir de hoje (19), todos os candidatos que estão na lista de espera do Programa Universidade para Todos (Prouni) deverão ir às instituições de ensino superior privadas onde concorrem a uma vaga apresentar a documentação de comprovação das informações prestadas na inscrição.
    Desde ontem (18), a lista de espera está disponível para consulta pelas instituições. A lista contém a classificação dos estudantes por curso e turno, segundo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.
    A lista de espera será usada pelas próprias instituições para preencher as bolsas de estudos que não foram ocupadas nas duas chamadas regulares do programa.
    Bolsas de estudo
    Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade, e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.
    As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.
    O Prouni é voltado para candidatos que não tenham diploma de curso superior e que participaram do Enem 2018.
    Os estudantes devem ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsistas integrais. É preciso ainda ter obtido nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas nas provas do Enem.
    Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

    Maranhão é o segundo estado com obras de creches paralisadas

    Levantamento feito pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) e divulgado pelo canal GloboNews aponta que o Maranhão é o segundo estado do país com mais obras de creches paradas. De acordo com a entidade, ao todo, 38 projetos de construções de unidades de ensino dos governos federal, estadual e municipal não foram concluídos.

    Leia também: Abandono, descaso e obras inacabadas são o retrato da Gestão Municipal em Rosário

    Ao todo, de acordo com a Atricon, o setor educacional registra 543 obras suspensas no território brasileiro. Quanto à posição maranhense no cenário nacional, apenas São Paulo – com 94 serviços parados – supera o estado no quesito.
    Na segunda-feira (15), nas redes sociais, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ratificou que a gestão local “ofereceu por escrito”, em janeiro deste ano, auxílio ao ente federal para a retomada das obras. De acordo com o gestor maranhense – que à época não informou o quantitativo de creches com intervenções suspensas – o estado “permanece à disposição para amplo e efetivo diálogo”.
    Sobre a oferta do governo estadual, até o fechamento desta edição, o Ministério da Educação (MEC) não respondeu. No dia 24 de janeiro deste ano, após citar no discurso de posse para o segundo mandato, o governador Flávio Dino se reuniu com o ex-ministro do MEC, Ricardo Vélez, para tratar do assunto.
    À época, segundo os canais oficiais do governo local, seria feita “uma análise conjunta” com gestores do Maranhão, técnicos do Ministério da Educação (MEC) e das secretarias de Educação dos municípios para destravar as obras. Questionado, o Governo maranhense informou que aguarda pelo MEC para as visitas.
    Segundo a Atricon, os serviços suspensos começaram em 2009 e com valores cada acima dos R$ 1,5 milhão. Ao todo, 143 projetos na Região Nordeste e referentes a unidades de ensino não foram finalizados.
    “Responsabilidade de gestão de creches é de Estados e Municípios”, apontou MEC
    No dia 2 de janeiro deste ano, ao responder a questionamentos feitos por O Estado acerca da situação de obras de creches federais no Maranhão, o Ministério da Educação (MEC) informou que a “responsabilidade de gestão de creches é dos Estados e dos Municípios”.
    Segundo a pasta, cabe neste caso ao MEC somente a participação complementar, ou seja, o apoio técnico e, principalmente, financeiro. De acordo com o MEC, neste caso, os serviços “devem ser tocados e geridos” localmente.
    Por sua vez, o governo maranhense – por meio da Seduc – informou ontem (15) que não é responsável pelo controle dos recursos que são repassados via federal. Segundo a pasta, os valores são creditados diretamente na conta das prefeituras.
    Na cidade de Rosário, duas creches encontram-se em estado de abandono, como foi mostrado em uma matéria publicado pelo blog, no mês de abril deste ano.

    Prefeitura de São Luís convoca aprovados em concurso para a área da educação

    A Prefeitura de São Luís autorizou a convocação de 64 aprovados no concurso público realizado para a área da educação. O anúncio foi feito no fim da tarde desta terça-feira (16) pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, por meio de uma rede social.

    De acordo com o prefeito, a lista com o nome dos convocados foi publicada no Diário Oficial que está disponível no site da Prefeitura de São Luís. O concurso público para professores na rede municipal de ensino foi realizado em 2017, e disponibilizou, 822 vagas em níveis médios e superiores além do cadastro de reserva.

    O certame disponibilizou pela primeira vez, cargos de magistério em níveis superior e médio destinados a educação especial. Ainda de acordo com Edivaldo Holanda Júnior, somente em 2019 foram convocados 443 aprovados em concursos nas áreas de Educação, Fazenda e Assistência Social.

    UEMA divulga edital do PAES 2020

    A Universidade Estadual do Maranhão, por meio da Assessoria de Seletivos e Concursos (ASCONS) lançou, nesta segunda-feira (8), o edital do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES) 2020.
    São ofertadas 4.440 vagas neste vestibular, sendo 4.030 para os campi da UEMA e 910 para UemaSul.
    O edital informa que o período de inscrição inicia no dia 15 de julho e vai até 9 de agosto. As inscrições podem ser feitas pelo site www.paes.uema.br. Já o pagamento da taxa de R$ 85,00 pode ser feito até 12 de agosto.
    Os mais de 35 mil candidatos que tiveram seus requerimentos de isenção deferidos devem efetuar a inscrição no PAES 2020. A listagem definitiva dos isentos, após a fase recursal, será divulgada dia 12 de julho.
    Nesta edição, também serão ofertadas 40 vagas para o Curso de Medicina da UemaSul, além de vagas para os cursos de Engenharia Agronômica Bacharelado, Ciências Naturais e Letras do Campus Estreito (novo campus da UemaSul).
    As provas da  primeira etapa serão aplicadas no dia 20 de outubro.
    Acesse o edital no site da Uema

    Livros novos são abandonados em escola fechada em São Luís

    Centenas de livros didáticos novos estão se deteriorando na biblioteca do prédio onde funcionava o Centro de Ensino Embaixador Araújo Castro (CAIC), no bairro Cidade Operária, na capital maranhense. Os alunos que estudavam na escola foram remanejados para outra por conta da falta de infraestrutura do prédio.

    Os livros didáticos de matemática, língua portuguesa, geografia, história, língua inglesa e ciências estão espalhados pelas prateleiras da biblioteca e muitos deles estão jogados no chão. A maioria dos livros foram armazenados em uma sala de aula totalmente abandonada, muitos deles ainda estão com a embalagem da entrega e nunca foram utilizados pelos alunos.

    Entregues pelo Ministério da Educação do Governo do Maranhão, os exemplares foram adquiridos com o dinheiro destinado para o Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE) por meio do Programa Nacional do Livro Didático.

    “Isso não pode continuar desse jeito, isso aqui é dinheiro público que é gasto aqui. Essa mazela que está acontecendo aqui, esses livros desperdiçados é dinheiro nosso, impostos nossos que são gastos para comprar aquilo ali e hoje está sendo desperdiçado por falta de responsabilidade do estado”, disse Francisco Monteles, líder comunitário.

    Com o abandono do prédio, vândalos estão destruindo o que ainda resta da estrutura da escola que é de responsabilidade do Governo do Maranhão. Algumas salas de aula ainda estão com as carteiras escolares em bom estado de uso e outras foram abandonadas e amontoadas em uma sala vazia. O prédio está tomado pelo mato nas áreas internas e externas e além disso, a sujeira também é vista por todas as partes da escola.

    “Tiraram os alunos daqui, jogaram para uma outra escola e esse prédio aqui todinho vai se acabar? Com o vandalismo? Para que esse dinheiro todinho aqui perdido? Tem cadeiras, tem mesas, tem vários livros que ainda estão em pacotes ainda podendo ser doados para outras escolas nos interiores. Tantas cadeiras que tem por aí e se acabando tudo”, afirma Francinilton da Silva, serviços gerais da escola.

    Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que o projeto para a licitação da reforma do prédio do CAIC da Cidade Operária está em andamento e que a escola será transformada em um Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA). A Seduc também informou que a ação dos vândalos também já foi denunciada à polícia.

    Justiça manda Prefeitura de São Luís apresentar lista de professores contratados

    O Município de São Luís tem o prazo de 10 dias para apresentar, à Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Capital, a lista contendo todas as informações relativas aos professores contratados pelo município sem concurso público e vinculados a Secretaria de Educação – SEMED. A determinação foi dada pela Justiça durante audiência de tentativa de conciliação realizada na última segunda-feira, 1º, no Fórum de São Luís, com a participação do Sindeducação e professores aprovados no último concurso público.
    A magistrada Maria da Conceição Rego, respondendo pela unidade judicial, também determinou que a Prefeitura de São Luís comprove o número de candidatos efetivamente convocados; disponibilize informações da folha de pagamento da Educação de 2017, 2018 e 2019, este de janeiro a junho.
    De acordo com a presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco, a ação é oriunda de um Termo de Ajustamento de Conduta – TAC, firmado pelo Ministério Público com o Município de São Luís, em 2014, que previa, dentre outros, realização de concurso público para suprir o deficit de professores na Rede, o que ocorreu apenas em 2016, mas a convocação está acontecendo de forma muito lenta, enquanto crianças e adolescentes ficam sem professores.
    “É uma situação lamentável, pois o deficit de professores em 2014 já era de duas mil vagas, o município fez um concurso com menos de mil, e até hoje não convocou metade dos aprovados, prejudicando todo o trabalho da Rede Pública Municipal”, finalizou Elisabeth Castelo Branco.
    Durante a audiência, o Ministério Público acusou o Município de São Luís de manter, em sua folha de pagamento, 640 professores contratados, fato que impediria a convocação de todos os aprovados, violando as regras constitucionais de preenchimento dos cargos públicos. “O número de vagas em aberto à época do concurso já está defasado, hoje já é bem maior em razão das aposentadorias efetivadas por centenas de professores”, lembrou a promotora Luciane Belo, titular da 2ª Promotoria de Justiça da Educação de São Luís.
    Para o Ministério Público, há uma grande demora, por parte do município, na resolução desses problemas, e requereu a apreciação do pedido Liminar feito na ação. “O TAC firmado à época junto à 1ª Vara da Infância de São Luís em 2014, posteriormente declinado para a Vara de Interesses Difusos, explica bem toda a problemática dessa questão”, finalizou o MP.
    A Justiça abriu prazo para o Município de São Luís apresentar contestação e juntar as informações requisitadas. Em defesa os representantes da prefeitura disseram que o concurso foi prorrogado até Maio de 2021, e que já foram convocados 500 aprovados.
  • Anne Boutique

  • Policiais do 27º BPM prende estuprador em Rosário

    Policiais do 27º BPM prende estuprador em Rosário

    Um homem identificado como Walison Rodrigues dos Santos de 28 anos foi preso no início da noite desta segunda-feira (12), pela prática de estupro de vulnerável na cidade de Rosário, no Bairro Lagoa Azul, a vítima tem 17 anos, ela estava voltando da escola em uma bicicleta, quando foi surpreendida pelo indivíduo.A prisão aconteceu após policiais de serviço atenderem um chamado da central, de que ele teria cometido o crime de estupro, no endereço informado, a equipe de serviço foi até o local.

    Posted by Blog do Suerle Mourao on Monday, 12 August 2019
  • 3D INFORMÁTICA

  • A arte da nossa cidade Rosário

  • error: Conteúdo Protegido