Logo
  • Economia

    Começa nesta semana pagamento de R$ 500 por conta do FGTS

    A Caixa Econômica Federal inicia nesta semana o pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os repasses serão feitos até 31 de março de 2020, conforme a data de nascimento dos beneficiários.
    O valor será depositado automaticamente, na próxima sexta-feira (13), para pessoas nascidas em janeiro, fevereiro, março e abril, que têm conta poupança na Caixa.
    Aqueles com data de aniversário em maio, junho, julho e agosto, recebem a partir do dia 27 de setembro de 2019. Para trabalhadores nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito a partir do dia 9 de outubro de 2019.
    Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: siteInternet Banking ou aplicativo no celular.
    De acordo com a Caixa, o crédito automático só será realizado para quem abriu conta poupança até o dia 24 de julho de 2019.
    O pagamento aos não correntistas da Caixa seguirá o seguinte cronograma:
    Para saber os valores disponíveis para o saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, é só acessar o site da Caixa e informar número do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas), do NIS (Número de Identificação Social), do PIS (Programa de Integração Social) ou do Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e a data de aniversário. Os saques de até R$ 100 poderão ser realizados em casas lotéricas, com apresentação de documento de identidade original com foto e número do CPF. Será feita a leitura da digital no momento do saque. Para quem possui cartão Cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos terminais de autoatendimento, em unidades lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão Cidadão, deve procurar uma agência da Caixa.
    Saque aniversário
    Outra modalidade de saque, válida para o próximo ano, será o saque aniversário. Os trabalhadores interessados em migrar para essa sistemática poderão comunicar à Caixa, a partir de 1º de outubro de 2019. Ao confirmar esta opção em um dos canais divulgados pelo banco, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de rescisão de contrato de trabalho.
    Quem realizar a mudança, só poderá retornar à modalidade anterior após dois anos da data da solicitação à Caixa.
    Caso o trabalhador não comunique o interesse no tipo de saque, a regra da rescisão será mantida.
    A decisão de migrar para a modalidade do saque aniversário, não anula a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.

    Mulheres se envolvem menos em acidentes, aponta pesquisa

    Dados aponta que 24% dos acidentes de trânsito registrados no Maranhão em 2018 tiveram o envolvimento de mulheres; elas também cometem menos infrações e têm menor registro de pontos na carteira, 64% a menos que os homens
    Contrariando o dito popular que questiona a prudência das mulheres ao volante, uma pesquisa realizada pela Seguradora Líder, responsável pelo pagamento do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), apontou que, das ocorrências de trânsito registradas no Maranhão em 2018, 24% tiveram o envolvimento de mulheres. No estado, conforme dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA), elas representam cerca de 27% dos 889.434 condutores registrados pelo órgão. Para especialistas, baixos índices de mulheres envolvidas em acidentes demostra que, apesar de serem a minoria no trânsito, elas são, no geral, mais cautelosas na direção.
    Muito embora os carros tenham chegado ao Brasil por volta de 1890, as primeiras mulheres que detiveram o direito de dirigir e portaram habilitação alcançaram o feito apenas 42 anos depois, em 1932. Seguindo a conquista das pioneiras Maria José Pereira Barbosa Lima e Rosa Helena Schorling, atualmente cerca de 240 mil mulheres pilotam veículos motorizados no Maranhão, apesar de ainda representarem um grupo 63% menor que o composto por condutores do sexo masculino, constituído por 653.064 motoristas, de acordo com o Detran-MA.
    Mas não é apenas a presença das mulheres ao volante que apresenta menores índices no trânsito do estado. Segundo uma pesquisa realizada anualmente pela Seguradora Líder, que detém contrato para gestão e pagamento do seguro DPVAT em todo o Brasil, apenas 24% dos acidentes de trânsito registrados no Maranhão tiveram o envolvimento de mulheres. Para o médico Phil Camarão, especialista em medicina de tráfego, presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), as estatísticas refletem as características das mulheres ao volante.
    “As mulheres são muito mais cuidadosas. Dirigem mais devagar e de forma defensiva. Também não costumam beber antes de dirigir e, consequentemente, também se envolvem menos em acidentes automobilísticos. Não por acaso, estudos demonstram que elas vivem, consideravelmente, mais que os homens. De forma geral, isso se comprova nas atitudes que elas tomam no dia a dia, sendo mais precavidas e conscientes”, ressaltou o especialista.
    Mas alguns índices apresentados pela pesquisa geram preocupação, entre eles dados referentes à população mais nova. Dos acidentes envolvendo mulheres no Brasil em 2018, 50% atingiram jovens de 18 a 34 anos, no estado. Phil Camarão destaca, entre outros pontos, o uso de celular ao volante. “No dia a dia, podemos identificar um grande número de mulheres utilizando celular, normalmente relacionado às mais jovens. É um ponto que precisa ser trabalhado e reforçado o perigo imposto por esta atitude, que pode estar relacionada ao alto índice de envolvimento dessa faixa etária em acidentes”, avaliou.
    Infrações
    Contudo, dados do Detran demonstram que as mulheres cometem menos infrações no trânsito. Dos 77.153 condutores com pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em 2018, apenas 26% correspondiam a mulheres. Até abril deste ano, o número de mulheres com pontos na CNH era 64% menor que o de homens, segundo o órgão. Motoristas experientes, que se mantêm sem registros de infrações no histórico de habilitação, destacam cuidados tomadas no dia a dia tidos como “essenciais” para confrontar quem ainda questiona a habilidade da mulherada ao volante. Habilitada há mais de 20 anos, a pedagoga Luzia Mota desconhece a sensação de sofrer um acidente.
    “Nunca bati o carro ou tive al­gum tipo de problema grave dirigindo. Sempre busco me manter atenta, para evitar que isso possa acontecer. Nós somos mais cuidadosas e cautelosas no dia a dia. Não seria diferente no trânsito. Não dirijo após beber, e uso celular só em casos de emergência, mas sempre tento parar o carro em algum local apropriado. A gente não pode garantir que na­da ocorra, mas podemos evitar agir de forma imprudente, porque, além dos riscos à nossa vida, outras pessoas são colocadas em perigo”, destacou.
    Sobre o Seguro DPVAT
    O DPVAT é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 209 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre, e oferece três tipos de coberturas: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até 3 anos.
    Dos recursos arrecadados pelo seguro obrigatório, 50% vão para a União, sendo 45% para o Siste­ma Único de Saúde (SUS) para custeio da assistência médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito, e 5% são para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), investidos em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsito. Os outros 50% são direcionados para despesas, reservas e pagamento de indenizações.
    SAIBA MAIS
    EconomiaUma pesquisa feita por um site de comparação de preços demonstrou que seguros para automóveis são até 15% mais baratos para mulheres. Isto porque, conforme Paulo Marchetti, CEO da companhia especializada em pesquisas de custos, as simulações de seguradoras levam em conta o comportamento delas no trânsito. “As mulheres são conhecidas, em sua maioria, por serem mais cautelosas na direção além de respeitarem mais as leis e, por isso, as seguradoras cobram um valor mais baixo”, comentou.(O Estado)

    Construção da nova sede da Câmara de São Luís será iniciada este ano

    A obra de construção da nova sede da Câmara Municipal de São Luís, que será implantada na antiga Fábrica São Luís, no Centro da capital, terá início ainda este ano.
    A informação foi confirmada pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, aos vereadores Osmar Filho (PDT), presidente da Casa, e Pavão Filho (PDT); e ao deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB).
    Os três políticos reuniram-se, nesta quinta-feira (05), com Kátia Bogéa na sede do Instituto, em Brasília.
    Na capital do país, os vereadores estão cumprindo agenda de trabalho composta por reuniões com classe política, com o objetivo de obter novos benefícios para a cidade, e visitas a órgãos federais e do Poder Judiciário.
    Kátia explicou aos parlamentares que o projeto arquitetônico do novo Palácio Pedro Neiva de Santana, elaborado pela superintendência regional do Instituto, já está sendo analisado pela equipe técnica do Iphan nacional. O referido projeto faz parte do programa PAC Cidades Histórias.
    Informou, ainda, que os recursos para que a obra seja iniciada estão garantidos. A previsão é de que a ordem de serviço seja assinada em dezembro, mês no qual a CMSL comemorará o seu quarto centenário.
    “A nova sede é uma vitória de todos os vereadores e, em especial, do povo de São Luís. Agradeço a companheira Kátia pelo empenho. Agradeço também o deputado federal Pedro Lucas e aos demais agentes da classe política que estão contribuindo para que este sonho se concretize”, afirmou Osmar Filho.
    “Esta obra é um grande feito em comemoração aos 400 anos da Câmara”, comentou Pedro Lucas.
    Nova Câmara – Pelo projeto apresentado – além do Centro Administrativo composto por plenário, gabinetes dos vereadores e demais dependências de todos os setores da Casa – a Fábrica São Luís contará com uma praça cívica e um auditório com 180 lugares para a realização de eventos culturais.
    Prevê, ainda, instalação de um hall que abrigará exposições do sistema fabril e da história da Câmara como mais um atrativo para turistas e cidadãos.
    A nova sede do Poder Legislativo ludovicense também será incluída em uma rota de turismo que abrange a visitação a alguns pontos da cidade, como as Fábricas Santa Amélia e Progresso.

    Câmara aprova mudanças nas regras eleitorais

    O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (4) novas regras ao sistema eleitoral. A proposta segue para apreciação do Senado. Para assegurar a validade da nova legislação nas eleições estaduais em 2020, o texto precisa ser publicado até um ano antes do primeiro turno (início de outubro).
    O texto-base do PL 11.021/18 foi aprovado na sessão de ontem (3), por 263 votos a 144. A proposta altera a Lei Eleitoral (9.504/97) e a Lei dos Partidos (9.096/95).
    O texto estabelece o fim do percentual fixo de 30% das emendas de bancada como referência para a destinação orçamentária ao Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), o chamado Fundo Eleitoral. A proposta também restringe a aplicação de multa de 20% sobre o montante considerado irregular em contas de partido reprovadas pela Justiça Eleitoral apenas nos casos em que o agente teve a intenção de cometer a infração.
    Na sessão desta quarta, parlamentares retiraram do texto a possibilidade de redistribuição de recursos do Fundo Eleitoral aos demais partidos da parcela eventualmente recusada por alguma legenda.
    Registro de candidatura
    O projeto define ainda parâmetros para avaliar se um candidato está elegível para disputar as eleições. A definição caberá à Justiça Eleitoral que deve considerar a data da posse e não a data do registro da candidatura, embora a condição continue a ser aferida nesse momento.
    Dessa forma, poderá concorrer um político cuja penalidade de não poder ser eleito acabar antes da posse, mas depois das eleições. Para o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), a regra não se trata de “dar qualquer possibilidade de burlar a lei”.
    “O que se está fazendo aqui é estabelecer um prazo para que a Justiça Eleitoral julgue a possibilidade de a pessoa ser ou não candidata, impedindo assim que se faça campanha e, no fim, o candidato seja declarado inelegível. A Justiça tem que dizer logo, imediatamente, se o candidato é ou não elegível. O que estamos fazendo aqui é simplesmente dar segurança jurídica ao pleito e a possibilidade de o eleitor saber se está votando num candidato elegível”, argumentou.
    Contrário à medida, o deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) criticou a aprovação do trecho pelo Câmara dos Deputados.
    “É necessário que o culpado cumpra sua pena ou nós estaremos estimulando ainda mais a impunidade neste país. Após ter cumprido a pena, nada mais legítimo do que ele poder voltar às urnas e colocar o seu nome, submeter a sua biografia a um sufrágio para a sociedade então decidir. Mas, antes que essa pena seja cumprida, não é viável — e digo até que é um absurdo — o parlamento aprovar um item como esse”, defendeu.
    Propaganda partidária semestral
    O texto aprovado pelos deputados prevê a volta da propaganda partidária semestral e exceções aos limites de gastos de campanhas eleitorais. A obrigação dessa veiculação em rede nacional e estadual foi extinta pela última reforma eleitoral em virtude da criação do fundo eleitoral.
    O PL estabelece que o partido com mais de 20 deputados federais eleitos terá 20 minutos de tempo, por semestre, para inserções nas redes nacionais e o mesmo tempo nas redes estaduais. A sigla que eleger de 10 a 19 deputados terá assegurado o tempo de 15 minutos a cada seis meses – tanto nas redes nacionais quanto estaduais. Já os partidos que tenham eleitos até nove deputados terão o tempo de 10 minutos assegurados (redes nacionais e estaduais – cada).

    Bolsonaro atenderá as sugestões de vetos ao PL do Abuso de Autoridade

    O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (4), que acolherá as sugestões de vetos que recebeu da sua equipe sobre o Projeto de Lei (PL) do Abuso de Autoridade. O projeto foi aprovado na Câmara dos Deputados em agosto e seguiu para sanção presidencial. Desde então, Bolsonaro tem ouvido integrantes de seu governo, mais notadamente o ministro da Justiça, Sergio Moro.

    “Nessa quinta-feira o governo se manifestará sobre o PL 7.596 de 2017 – Abuso de Autoridade. Ouvidos os ministros da Justiça, AGU, CGU e Secretário Geral, decidi acolher, integralmente, suas manifestações de vetos”, disse Bolsonaro, no Twitter.

    O presidente também afirmou que se manifestará oficialmente amanhã (5) sobre o tema. Ele adiantou, no entanto, que apesar dos seus vetos à matéria, sua essência será preservada. Bolsonaro lembrou ainda que seus vetos poderão ser derrubados pelo Congresso Nacional, em sessão conjunta de Câmara e Senado.

    Pelo projeto de lei, poderá ser considerado abuso de autoridade obter provas por meios ilícitos; executar mandado de busca e apreensão em imóvel, mobilizando veículos, pessoal ou armamento de forma ostensiva, para expor o investigado a vexame; impedir encontro reservado entre um preso e seu advogado e decretar a condução coercitiva de testemunha ou investigado sem intimação prévia de comparecimento ao juízo.

    No total, a proposta apresenta 37 ações que poderão ser consideradas abuso de autoridade, quando praticadas com a finalidade específica de prejudicar alguém ou beneficiar a si mesmo ou a terceiro. O PL foi criticado por membros do Judiciário e do Ministério Público.

    Bolsonaro inicia privatização do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

    O Governo Federal incluiu o Parque dos Lençóis Maranhenses em plano de privatização. O Diário Oficial da União publicou ontem (3), uma resolução favorável a inclusão da unidade de conservação do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses no Programa Nacional de Desestatização (PND). A resolução também cita o Parque Nacional de Jericoacoara e Parque Nacional do Iguaçu.
    A resolução é do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República e é assinado pelo ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni, e pela secretária Especial do Programa de Parcerias de Investimentos da Casa Civil da Presidência da República, Martha Seillier.
    O governo federal usa como argumento para as privatizações “a necessidade de permitir que a administração pública federal concentre seus esforços nas atividades em que a presença do Estado seja fundamental para a consecução das prioridades nacionais”.
    Segundo as resoluções, as privatizações ampliarão as oportunidades de investimento e emprego no país e estimularão o desenvolvimento econômico nacional, “em especial por meio de ações centradas na ampliação e na melhoria da infraestrutura e dos serviços voltados ao cidadão”.
    O texto justifica a inclusão dos parques nacionais nos programas: “Considerando a necessidade de expandir a qualidade do serviço público de apoio à visitação, bem como serviços de apoio à conservação, à proteção e à gestão da unidade de conservação e de conferir aos projetos de relevo o tratamento prioritário previsto na legislação”.
    O ato é um dos primeiros passos do governo federal para ceder à iniciativa privada os serviços de visitação, proteção e gestão dessas unidades de conservação. A resolução agora segue ao presidente Jair Bolsonaro, a quem caberá a decisão pela inclusão dessas unidades no PPI.

    Homem é decapitado e assassino sai andando com cabeça da vítima

    Um crime bárbaro foi registrado na tarde do último sábado (31), no município de Frutal, interior de Minas Gerais. Um homem foi decapitado e o assassino, identificado como Mateus Henrique Machado de Souza, de 23 anos, ainda saiu andando com a cabeça da vítima.
    Segundo Boletim de Ocorrência, ao chegarem no local do crime, os policiais militares encontraram Fernando Gomes Ferreira, de 45 anos, decapitado. A vítima trabalhava como motorista em um matadouro da cidade. Já o assassino, era vigilante na mesma empresa. Na ação, um outro homem, identificado como Israel Nascimento Borges, de 30 anos, também ficou ferido, ele trabalhava como entregador de carne do matadouro. Os três eram amigos.
    Motivação do crime
    De acordo com informações, tudo teria começado quando Fernando chamou Mateus e Israel para comemorar seu aniversário em uma chácara. Já lá, há informações de que os três, em dado momento, começaram a discutir, inclusive que Mateus chegou a ser agredido. Ele deixou o local e se dirigiu ao matadouro para trabalhar, mas os outros dois também foram até local.
    No pátio da prefeitura da cidade, que fica ao lado, começaram uma nova confusão, momento em que Mateus Henrique acertou Israel Nascimento com uma faca bastante afiada, usada na manipulação das carnes.
    Durante a nova discussão, Fernando também foi atingido e continuou discutindo com Mateus, momento em que teve a cabeça cortada com a mesma faca. Testemunhas afirmam que o assassino chegou a andar com a cabeça da vítima por cerca de 100 m, até a casa de um outro funcionário do matadouro em que trabalhava. Após o fato, Mateus Henrique tentou se matar.
    Logo em seguida, a Polícia Militar de Minas Gerais foi acionada. Israel Nascimento foi socorrido e levado ao hospital. O assassino, Mateus Henrique, também foi socorrido e levado ao hospital. Lá, os médicos constataram uma lesão na coluna cervical, outra nos membros superiores e mais uma no maxilar.
    O caso será investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais.

    Marcelo Medeiros é tricampeão dos quadris no Rally dos Sertões

    O piloto maranhense, Marcelo Medeiros, mais uma vez levantou a Taça do Rally dos Sertões alcançando, nesta edição, o tricampeonato.
    Neste domingo, os pilotos largaram de Crateús (CE) e cumpriram a última e mais rápida especial, de 18 Km, até as dunas de Aquiraz (CE). Marcelo finalizou a etapa em 12min29seg . O título foi comemorado em Aquiraz (CE), última cidade do roteiro dos Sertões 2019.
    Após 8 duríssimas especiais realizadas na 27ª edição, que ultrapassaram 2800 Km, o piloto Maranhense somou 39h10min39seg no acumulado, uma folga de 20 horas do segundo colocado, #107 Milton Martens, com 59h56min07seg. O menor tempo fez do piloto campeão da edição de 2019 dos Sertões.
    “Graças a Deus, em 2019, nós fomos tricampeões. Foi um ano difícil, com especiais longas, mas eu tive muito foco e determinação para conseguir esse tricampeonato”, comemora o piloto.
    Marcelo Medeiros, que veste as cores da equipe Taguatur Racing Team, é patrocinado pela FC Oliveira, através da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Maranhão. O piloto destaca o empenho de todos os envolvidos nesta vitória. “Não fui só eu o campeão, mas toda a equipe. Sem a equipe eu não teria como chegar na cidade, não tem como chegar na largada. Então eu dedico essa vitória para a toda equipe, inclusive a do Maranhão que estava na torcida por mim”, destaca o quadriciclista.
    Foram oito dias de competição dos Sertões 2019 com largada inédita na cidade de Campo Grande (MS), no dia ‪24 de agosto, e chegada com areia e mar no Beach Park, no Porto das Dunas, na cidade de Aquiraz (CE), no dia ‪1 de setembro. Durante a maratona, os pilotos percorreram seis estados: Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Piauí e Ceará e nove cidades e encararam as mais diferentes condições de terrenos do sertão brasileiro.
    No total, foram percorridos 4.887 km, sendo 2.858 km de especiais (trechos cronometrados) em um roteiro cheio de desafios: trechos sinuosos, terrenos de cascalho, piçarra, pedras grandes e lajes além de poeira, lama, calor e umidade.
    Marcelo venceu seis das oito etapas desta edição. Na trajetória pelos Sertões e com a taça deste ano, Marcelo Medeiros coleciona os títulos em 2012, 2015, 2019 e vice em 2013.
    Resultado dos Sertões 2019 ( QUADRICICLOS):
    1º) #102 – Marcelo Medeiros, Taguatur Racing Team, 39h10min39seg
    2º) #107 – Milton Martens, Martens Rally Team, 60h516min32seg
    3º) #101 – Wescley Dutra, Girão Racing, 59h32min47seg
    4º)#105 – Giovanni de Castro, BPM Racing Team, 73h18m15seg
    5º) #106- Fábio freire, 118h24min20s

    Bolsonaro diz que vai vetar 9 pontos do projeto de abuso de autoridade

    O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (2) que vai vetar nove dos dez pontos sugeridos pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, do projeto de lei de abuso de autoridade, aprovado na Câmara dos Deputados, no dia 14 de agosto. “O Moro pediu dez, nove estão garantidos, vou discutir o último. Outras entidades também pediram vetos, vamos analisar”, disse ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta segunda-feira, sem adiantar quais são esses pontos.
    Bolsonaro já havia descartado o veto integral ao projeto dizendo que há “bons artigos”. Hoje, disse que o Ministério Público (MP), por exemplo, “em muitas oportunidades, abusa”. “Eu sou uma vítima, disse. Respondi tantos processos no Supremo [Tribunal Federal] por abuso de autoridade, isso não pode acontecer. O MP – grande parte [dos procuradores] – são responsáveis, mas individualmente alguns abusam disso aí”, disse.
    O presidente tem até a próxima quinta-feira (5) para anunciar a decisão, dia em que termina o prazo de 15 dias úteis para o veto ou sanção. Em caso de veto, o texto volta para análise do Congresso Nacional, que pode manter ou derrubar os vetos presidenciais.
    Pelo Projeto de Lei de Abuso de Autoridade, poderá ser considerado abuso de autoridade obter provas por meios ilícitos; executar mandado de busca e apreensão em imóvel, mobilizando veículos, pessoal ou armamento de forma ostensiva para expor o investigado a vexame; impedir encontro reservado entre um preso e seu advogado; e decretar a condução coercitiva de testemunha ou investigado sem intimação prévia de comparecimento ao juízo.
    No total, a proposta apresenta 37 ações que poderão ser consideradas abuso de autoridade, quando praticadas com a finalidade específica de prejudicar alguém ou beneficiar a si mesmo ou a terceiro. Entre eles, está o dispositivo que tipifica como abuso de autoridade o uso de algemas em preso quando não houver resistência à prisão ou ameaça de fuga.
    O presidente Jair Bolsonaro já afirmou que o trecho sobre a restrição ao uso de algemas será vetado.
    Amazônia
    Bolsonaro também comentou hoje sobre a cirurgia a que será submetido, desta vez para correção de uma hérnia incisional, que surgiu em decorrência das intervenções cirúrgicas após ter sido vítima de uma facada, em setembro de 2018. “Toda cirurgia é um risco, mas essa, com relação às últimas três, vai ser a menos invasiva, que oferece menor risco”, disse.
    No sábado, o presidente acompanhará o desfile militar de 7 de Setembro, pela manhã, em Brasília, e à tarde segue para São Paulo. A intervenção será no domingo (8). A urgência na realização do procedimento, segundo Bolsonaro, é para que ele se recupere a tempo de viajar para a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no dia 22 de setembro.
    “Eu vou comparecer à ONU nem que seja em cadeira de rodas, em maca, porque eu quero falar da Amazônia, mostrar para o mundo com bastante conhecimento, com patriotismo, falar sobre essa área ignorada por tantos governo que me antecederam”, disse Bolsonaro sobre a crise internacional que envolve as queimadas e o desmatamento na Amazônia Legal.
    De acordo com Bolsonaro, está tudo certo para sua participação na reunião de líderes sul-americanos, na sexta-feira (6), em Leticia, na Colômbia, onde devem discutir uma política única de preservação da Amazônia e de exploração sustentável da região. Hoje (2) e amanhã (3), uma comitiva ministerial se reúne com os governadores da Amazônia Legal para, segundo o presidente, colher dados na busca de soluções para a região.

    Oito são detidos na Operação Verde Brasil em Rondônia

    Oito pessoas foram detidas em uma semana de Operação Verde Brasil em Rondônia, informou neste domingo (1º) o Exército. A operação é a ação governamental voltada ao combate a incêndios e crimes ambientais na Amazônia.

    Operação de Garantia da Lei e da Ordem Verde Brasil sob a Coordenação da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e com a participação de Órgãos Estaduais e Federais,  para combate a incêndios em vegetação e repressão a delitos ambientais

    Operação de Garantia da Lei e da Ordem Verde Brasil sob a Coordenação da 17ª Brigada de Infantaria de Selva e com a participação de Órgãos Estaduais e Federais, para combate a incêndios em vegetação e repressão a delitos ambientais – Op VERDE BRASIL/17

    Segundo a 17ª Brigada de Infantaria de Selva, entre os ilícitos ambientais cometidos estão extração ilegal de madeira, queima ilegal do solo e porte ilegal de armas. De acordo com o balanço divulgado, houve a apreensão de 41 metros cúbicos de madeira e 11 termos de infração lavrados, no valor total de R$ 994.775 em multas. Também foram apreendidos um caminhão, cinco motocicletas, uma motosserra, uma espingarda e quatro cartuchos não deflagrados.
    Conforme a brigada, até o momento, 208 homens e mulheres trabalharam diretamente nas ações de campo. São usados 43 veículos terrestres (viaturas auto combate a incêndio florestal, caminhões tanques, micro-ônibus, vans, caminhonetes 4×4, ambulâncias, quadriciclos e motocicletas), e 11 aeronaves (cinco helicópteros, um C-130, quatro Airtractors e um Caravan).
    Para combater as queimadas em Rondônia, no Acre e no sul do Amazonas, as aeronaves lançaram cerca de 260 mil litros de água na primeira semana da Operação Verde Brasil.
    Na sexta-feira (30), o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, acompanhou o andamento das atividades realizadas no âmbito da Operação Verde Brasil, em Rondônia. A ação é desenvolvida pelas Forças Armadas em parceria com instituições e órgãos de segurança pública e fiscalização, como Força Nacional, Corpo de Bombeiros Militares, equipes de prevenção e combate a incêndios do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Polícia Militar Ambiental, Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)
  • Anne Boutique

  • Policiais do 27º BPM prende estuprador em Rosário

    Policiais do 27º BPM prende estuprador em Rosário

    Um homem identificado como Walison Rodrigues dos Santos de 28 anos foi preso no início da noite desta segunda-feira (12), pela prática de estupro de vulnerável na cidade de Rosário, no Bairro Lagoa Azul, a vítima tem 17 anos, ela estava voltando da escola em uma bicicleta, quando foi surpreendida pelo indivíduo.A prisão aconteceu após policiais de serviço atenderem um chamado da central, de que ele teria cometido o crime de estupro, no endereço informado, a equipe de serviço foi até o local.

    Posted by Blog do Suerle Mourao on Monday, August 12, 2019
  • 3D INFORMÁTICA

  • A arte da nossa cidade Rosário

  • Assinar blog por e-mail

    Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

    Junte-se a 550 outros assinantes

  • Siga-me no Twitter

  • error: Conteúdo Protegido